domingo, 13 de fevereiro de 2011

Checklist da flora vascular de Portugal

Foi finalmente disponibilizada uma Checklist da Flora Vascular de Portugal Continental e Insular (ver aqui).
Um pdf da checklist completa pode ser solicitado aqui.


A dado passo referem os seus autores que "a colaboração de profissionais e amadores da botânica é ... uma componente essencial no futuro e na utilidade social e científica da Checklist da Flora de Portugal (Continente, Açores e Madeira)". Para tal, propõem o seguinte mecanismo de colaboração:
a)  "A ALFA disponibiliza a todos os interessados em colaborar nos trabalhos de actualização um endereço de e-mail dedicado (alfachecklist@gmail.com);
...
c) Informa a direcção da ALFA que existe um acordo com a revista científica Silva Lusitana, editada pelo INRB, IP, de publicação bianual, para a publicação, em tempo útil, de alterações nomenclaturais e taxonómicas inéditas e das adições corológicas à escala dos três grandes territórios abrangidos pela Checklist – Lu, Az e Ma
...
e) As propostas de alteração aceites, e os respectivos autores, serão devidamente divulgados no site da ALFA.
f) Todos os anos, em Janeiro, será publicada e difundida uma nova versão, actualizada, da  “ALFA-Checklist da flora vascular de Portugal”.

Aqui fica o anúncio de uma etapa importante da história recente da botânica portuguesa e um pedido de colaboração que os botânicos, amadores ou profissionais, não devem (não podem) recusar.

5 comentários:

  1. É uma boa notícia! Fantástico!!
    Já pedi uma cópia em PDF!

    ResponderEliminar
  2. Boas notícias. Era bom que no futuro incluísse informação sobre a distribuição das plantas em Portugal.
    FP

    ResponderEliminar
  3. Excelente e utilíssimo trabalho. E aberto, como faz todo o sentido ser.
    Parabéns a todos.

    ResponderEliminar
  4. Parabéns! Excelente iniciativa e saudável espírito de trabalho de equipe.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns pelo trabalho, vai ser sem dúvida uma ferramenta muito útil, a utilizar com muita frequencia. Confesso que o primeiro género que fui ver foi o Quercus, é sempre preciso tirar as teimas sobre rotundifolia vs ilex...
    De futuro seria útil incluir o estatuto de conservação das espécies. Para quando o livro vermelho?

    ResponderEliminar