segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Veratrum album

Antes da partida para férias aproveito para recuperar uma espécie que já por aqui passou. Trata-se de Veratrum album, uma espécie que ao que parece, se encontra confinada em território luso à serra da Estrela, apesar da existência de referências para a sua presença nas serras de Arga e do Gerês, não confirmadas nos tempos mais recentes.

Na serra da Estrela encontra-se distribuída por vários núcleos, entre os 1400 e os 1700 metros de altitude, colonizando quase sempre arrelvados húmidos, margens de linhas de água e lagoas e terracetes de escarpas.


O Heléboro-branco pode por vezes, ser confundido, por olhos mais incautos com Gentiana lutea, no entanto uma observação mais atenta, permite distinguir as duas espécies, antes da sua floração estival, o que as torna inconfundíveis.

Assim, o Heléboro-branco apresenta folhas alternas e pubescentes na página inferior e as raízes possuem um odor muito desagradável, por seu lado a Argençana-dos Pastores possui folhas opostas sem pilosidade e raízes quase inodoras.

Veratrum album possui uma pronunciada acção hipotensora e também ansiolítica. Em resultado da sua toxicidade não se recomenda a sua utilização como planta medicinal. Existem relatos de acidentes mortais com a utilização desta espécie. O estado de conservação desta espécie é muito preocupante. Numa próxima entrada falarei sobre a a bela Argençana-dos-Pastores.

2 comentários:

  1. Wow!! Uma verdadeira maravilha!!
    ZG

    ResponderEliminar
  2. Excelente post, Alexandre. Boas férias.

    ResponderEliminar